Nasci Carlos Alberto Furtado de Melo, filho de José Francisco de Melo e Tereza Medeiros Furtado, dois açorianos da Ilha de São Miguel, que migraram para o Brasil naquela situação típica portugueses ilhéus: pobres e analfabetos. E com três filhos ainda crianças para criar, aportaram por aqui no mesmo ano em que Getúlio Vargas deu um tiro no peito.

O Brasil e o mundo eram muito diferentes; “sem saber ler uma letra que fosse”, como dizia minha mãe, foram levando o barco e a vida. No ano em que o Brasil se sagrou campeão mundial de futebol pela primeira vez, 1958, nasceu mais um filho. E, em 1965, vim ao mundo eu; sou o quinto.

O resto da história...

Arquivo Mensal do Site

PF-SessaoCamara-20150902-3-880x380

Os faróis da história

Carlos Melo

Anteparos que se faça à ação dos agentes da Justiça ou do MP merecem uma reflexão profunda, à parte. Mas, é importante não se colocar toda uma série de outros aspectos fundamentais a perder. O fenômeno é complexo, pois, se carrega os problemas acima, possui também o mérito de abalar o tradicional patrimonialismo nacional, compreendendo uma significativa transformação das relações Empresas-Estado no país.

castelo cartas

A vida não é filme

Carlos Melo

Eduardo Cunha foi protagonista do processo, ao seu modo: sem comedimento, sem conciliação. Sentado sobre o paiol de pólvora,ameaçou explodi-lo e de fato o explodiu. Ele não é de blefes; que ninguém se engane.

temer

Andando de costas?

Carlos Melo

Coagido por pressões de toda natureza, o novo governo à corporações ainda são muito fortes, no país. Não se sabe se o governo cede porque é frágil, ou se é frágil porque cede. A cada passo a frente, fica-se com a impressão de que foram dados dois para trás. O primeiro mês de governo vai se esgotando e a esperança de superar a crise dilui-se na contínua turbulência.

doença

Doença

Carlos Melo

O mal está no sangue: na forma como se processou a política ao longo do desenvolvimento do corpo. As drogas, os hábitos, os vícios afetaram seu funcionamento.

Congresso

O papel do governo de Michel Temer

Carlos Melo

Uma análise do governo, da liderança e um caminho para reforma.

instituições

Politicamente sustentável

Carlos Melo

Análise da situação do país, com tentativa de propor reformas.

cunha

O inferno de Cunha

Carlos Melo

Algo convenceu os políticos de que só se governa pelo toma lá dá cá. Mas o jogo fisiológico, mais do que corromper, vicia – como bem entendeu o ex-presidente da Câmara.

reloading

Reloading

Carlos Melo

O sistema entrou em colapso. Mas, não há poder para transformá-lo. Na precariedade presente, o que se faz é recarrega-lo, como uma página corrompida na internet.

MO_votacao-pedido-de-impeachment-Dilma-Rousseff-na-camara-dos-deputados_00104172016-880x380

Sobre Príncipes e Leviatãs – A situação sistema político brasileiro é mesmo deprimente

Carlos Melo

A seleção foi adversa e personagens menos aptos ou dispostos à grande Política hoje, contra ou a favor do impeachment de Dilma, votam por deus, pela mulher, pelo filho, pelo curral, pela a amante… Menos pelo Brasil.

Temer

Uma cilada para Michel Temer

Carlos Melo

As dificuldades para o vice são notórias, sobretudo, quando seu virtual mandato não possui a aura da tragédia ou do destino

dilma-óculos

Definitivamente incorrigível

Carlos Melo

Quando não vale a pena estar certo; quando o acerto preditivo implica num desacerto mais geral.

Fotolia_78507751_Subscription_Monthly_M-880x380

Sobre Príncipes e Leviatãs – O que temos é tudo o que temos, melhor não reinventar a roda

Carlos Melo

crise avançou e fica evidente que não há mais hipótese de conciliação: o desastre econômico não será rapidamente corrigido, nem o processo da Operação Lava Jato contido – o que […]

Rio

As margens, o rio, o caminho do meio

Carlos Melo

A crise que não cessa; suas margens que oprimem; o rio, que é o pais. As dificuldades são tantas. Seguir pelo caminho do meio, o caminho do rio, é o mais saudável.

ADFRONT683  BSB  -  08/06/2011   - DILMA / FRONTEIRAS - NACIONAL - A presidenta Dilma Rousseff com o vice presidente Michel Temer  na cerimônia de lançamento do Plano Estratégico de Fronteiras  no Palácio do Planalto, em Brasília.
FOTO: ANDRE DUSEK/AE

Sobre Príncipes e Leviatãs: Temer e o futuro incerto

Carlos Melo

Artigo publicado no Jota.Info. Trata de um hipotético governo Temer e suas dificuldades.

manifesta

O dia depois de amanhã

Carlos Melo

Artigo publicado no Estadão, em 24 de março, feito em parceria com meus amigos Alexandre Schneider e Rubens Glezer. Trata do pós crise e de suas providencias; propõe medida.

dilma-óculos

Os quatro trabalhos de Dilma (ou de Lula)

Carlos Melo

O que a presidente deve ou deveria fazer, mas, infelizmente, não fará — até porque não fez.

Biblioteca Digital Unificada Giovanni Eldasi Vérsila Educacional Bolsas de Estudo