Nasci Carlos Alberto Furtado de Melo, filho de José Francisco de Melo e Tereza Medeiros Furtado, dois açorianos da Ilha de São Miguel, que migraram para o Brasil naquela situação típica portugueses ilhéus: pobres e analfabetos. E com três filhos ainda crianças para criar, aportaram por aqui no mesmo ano em que Getúlio Vargas deu um tiro no peito.

O Brasil e o mundo eram muito diferentes; “sem saber ler uma letra que fosse”, como dizia minha mãe, foram levando o barco e a vida. No ano em que o Brasil se sagrou campeão mundial de futebol pela primeira vez, 1958, nasceu mais um filho. E, em 1965, vim ao mundo eu; sou o quinto.

O resto da história...

Arquivo Mensal do Site

janela

Feicebuqui não é janela

Carlos Melo

As inconveniências e aporrinhações do Facebook. É certo que ninguém é obrigado a entrar. Mas, também é certo que uma vez lá o sujeito tem direito a alguma paz e à opinião. Sei lá… este texto é apenas um exercício de paciência. No mais, ficam palavras novas.

dilma-preocupada

A reação à reação de Dilma e o cenário do dia seguinte

Carlos Melo

O quadro político é complexo e exige buscar detalhes e minúcias. O crescimento de Dilma Rousseff desperta euforia nos aliados e mau humor em adversários. É importante compreender o processo e suas implicações.

marina

A alternativa de Marina

Carlos Melo

O artigo faz parte de um ensaio de mais de 40 mil caracteres que estou preparando. Tenta sintetizar o que entendo ser alternativa para Marina Silva no que diz respeito aos inescapáveis problemas de governabilidade com que se deparará num hoje imaginário e eventual governo.

dilma-lula-aecio-marina-campos

Liderança Palavra Gasta

Carlos Melo

A sorte tem sido madrasta com o Brasil. O destino levou lideranças como Luís Eduardo Magalhães, Marcelo Déda e Eduardo Campos, abatendo-os em plena forma de sua vida para a política. Pessoas com perfis como aqueles fazem falta no vazio que se estabeleceu no país.

MarinaPSB

Os enteados e as regras da madrasta

Carlos Melo

Definida a candidatura de Marina Silva pelo PSB, já as primeiras defecções começam a surgir entre os socialistas. Eduardo Campos falta até mesmo para administrar a sua falta. A tensão será permanente.

image

A “Nova Política” ainda está no futuro

Carlos Melo

O acidente que vitimou Eduardo Campos coloca Marina Silva diante de um destino incerto de desafios que sua “nova política”, talvez, ainda não seja capaz de contornar.

face

Um mês de Face e um montinho de quase qualquer coisa

Carlos Melo

Reunião do que publiquei no Facebook, durante os meses de junho e julho de 2014. O que senti e as escaramuças em que me envolvi.

Didi 1958

Padrão Pirro

Carlos Melo

Didi Contava com Bellini, Dilma com Mantega. Na frente, Didi dispunha de um Olimpo: Péle e Garrrincha. No padrão da política atual, Mercadantes, Serras e Marinas julgam-se Pelé e Garrincha, juntos.

Collor

Nada a devolver

Carlos Melo

Na mesma semana em que Fernando Collor foi inocentado, o ex-presidente Lula afirma que o julgamento do Mensalão: “foi 80% político, só 20% técnico”. Julgamentos são sempre políticos; refletem a política de cada época. A história julga.

Ser-um-Cretino-ou-Ser-Feliz

Cretinismo eleitoral

Carlos Melo

Publicado com o título “Consenso Negativo” — menos hermético. Voltei, no entanto, ao original “Cretinismo Eleitoral”, possivelmente, menos inteligível. Termo utilizado pelo Prof. Francisco Weffort, em recente entrevista, que creio capte a essência do que se passa na política, neste momento.

image

No que isso tudo pode dar

Carlos Melo

Os fatos políticos na maioria das vezes não dependem da vontade de lideranças ex-ante. São, antes, resultado de dinâmicas que aglutinam atores e vontades dispersas e contraditórias, capazes de estabelecer o pior coletivo. Há neste momento, muitos atores e interesses desse tipo. A situação é delicada.

Pres Exaustao

Presidencialismo de Exaustão

Carlos Melo

A dinâmica do presidencialismo nacional parece ter-se exaurido na falta de programa e no excesso de fisiologismo. As dificuldades porque passa o Governo Dilma são resultado da inabilidade de seus dirigentes, mas são, também, estruturais.

fiel

Infiel Torcida

Carlos Melo

Artigo publicado no Carderno “Aliás,”, do Estadão, em 02.02.2014. A violência da torcida que invadiu o CT não é exclusividade do Corinthians; está em todo canto, em todo o país. Essa volta ao “estado de natureza” é a acabada expressão da falha da política, já incapaz de selar pactos e estabelecer consensos.

qd weffort

Qualidade da Democracia em Questão

Carlos Melo

Assista ao Programa ao vivo do último dia 27 de janeiro, realizado pelo IEA-USP, Uversita – Universidade Aberta e NUPPs-USP.

rolezinho 2

Machado e Sândalo

Carlos Melo

No caso dos rolezinhos, no entanto, é o machado que, por enquanto, sai abalado.

limão

O engenho e a arte de transformar limonada em limão

Carlos Melo

O PT, que vinha acuado, sinalizava alguma reação dadas as falhas e fraquezas de seus adversários. Mas, os petistas não sabem lidar com as chances que lhes são dadas pela “sorte”.